domingo, 23 de setembro de 2012

As pessoas hoje...

As pessoas, hoje, talvez subjugadas pela pressa,
não andam, correm;
não param, cruzam-se;
não conversam, gesticulam;
não escutam, ouvem;
não vêem, olham;
não sentem, reagem;
não convivem, estão juntas.
As pessoas, hoje,
caminham lado a lado 
sem jamais se encontrarem.

Porque é tão difícil emagrecer?

"Doutora, acredite em mim, eu não como assim tanto para ter este peso."
"Como o mesmo que comia aos 20 anos e não percebo porque é que engordei tanto."
"E até já deitei fora a minha balança, para não me lembrar mais do que senti da última vez que subi nela."




A questão é justamente essa: comer sempre a mesma coisa toda a vida e pior que isso a mesma quantidade que comia aos 20 anos! 

Pois se até aos 30 anos come o mesmo que gasta, tudo bem. O ponteiro da balança mantém-se no mesmo sítio. O problema é que a partir desta idade o metabolismo começa a diminuir 2% por década. 

Além disso, a ciência mostra-nos que não são só as calorias a mais ou a menos que fazem mexer o ponteiro da balança. Existem outros factores que comprovam o motivo pelo qual depois de adquirirmos massa gorda é tão difícil eliminá-la do nosso organismo.

E a seguir a paciente diz que já fez todas as dietas e tomou todos os remédios aconselhados e não aconselhados, que já fez lipoaspiração e todas as técnicas de massagem e que emagreceu, mas voltou a engordar logo depois.

Este é um caso muito típico nos dias de hoje, pessoas com metabolismos verdadeiramente massacrados de todas as formas. Apesar de “hiperalimentados”, estes organismos estão altamente desnutridos porque baralharam tudo.

E agora que fazer???

É essencial que o metabolismo recupere nutricionalmente para iniciar um processo de emagrecimento saudável. Para isso, é necessário o acompanhamento de um profissional especializado que defina um tratamento personalizado, que integre não somente a componente física, mas também a emocional e todas aquelas que influem na complexidade deste problema.