quarta-feira, 2 de maio de 2012

Alimentação consciente

Deixo-vos aqui o extracto de um artigo que escrevi para a revista Zen energy Abril 2012




Alimentação consciente
Abordagem nutricional humana e comportamental
Num mundo ocidental de abundância de alimentos, muitas vezes não comemos apenas para ‘matar a fome’ mas, essencialmente, por um conjunto complexo de outras razões, muitas das quais traduzidas pela necessidade exagerada e, por vezes, obsessiva de obter um prazer ou uma compensação de forma imediata. Quando há uma dependência de alimentos como forma de tentar compensar insatisfações, nomeadamente do foro emocional, o resultado poderá ser uma ingestão alimentar desajustada, excessiva e descontrolada, com o consequente aumento de peso. 
O excesso de peso é, na actualidade, uma epidemia a nível mundial e um grave problema de saúde pública.

Maior equilíbrio interior
Na consulta de nutrição comportamental, uma disciplina exclusiva da clínica e’sensia, no Porto, são utilizadas algumas técnicas que envolvem imagens, sons, prática e ensino de técnicas de relaxamento e de gestão do stress aplicada ao comportamento alimentar.
Afinal, aquilo que comemos relaciona-se com a forma como nos sentimos e nos tratamos.

O plano de acção nutricional deve ir ao encontro das características individuais de cada pessoa, nas suas prioridades e motivações. A nossa experiência nesta abordagem tem sido frutuosa, com o alcance de um maior equilíbrio interior, comportamentos mais ajustados que conduzem ao controlo do peso e à melhoria do bem-estar e da qualidade de vida. Porque entendo que, como afirma Clarice Lispector «A atitude é uma pequena coisa que faz uma grande diferença.»

Sem comentários:

Enviar um comentário