Avançar para o conteúdo principal

O Método Feldenkrais

Um workshop com Claudia Mader (Áustria / Alemanha) 
Educadora Somática / Professora Certificada de Feldenkrais

Data | 18 a 22 de Junho
Horário | 10h00 – 12h00
Local | Sala de ensaios TeCA (Teatro Carlos Alberto) _ R. das Oliveiras, 43, Porto

Inscrição | 95€
Associados NEC, alunos e professores da FBAUP, inscritos nas aulas de taichi e consciência corporal no NEC| 70€
Desconto de 10% (85,5€ | 63€) a quem se inscrever até dia 08 de Junho 
Lotação limitada a 10 participantes
Data limite de inscrições | 13 de Junho

Informações | NEC – Núcleo de Experimentação Coreográfica
                      nec@nec.co.pt
                      91 3211426 | 96 1424668
                      www.nec.co.pt

Colaboração | TNSJ - Teatro Nacional São João


Os melhores momentos da vida são aqueles em que tudo parece encaixar. Cada pormenor de consciência, poder, equilíbrio, tempo, ritmo, emoção,
pensamento, sentimento, sensação, surgem nas proporções certas e a acção que realizamos parece simples, efectiva e atractiva para nós mesmos e para as pessoas que nos observam.

O Método Feldenkrais cria as circunstâncias onde podemos aprender a diferenciar acções e comportamentos efectivos e úteis daqueles hábitos em que nos desgastamos. Praticar Feldenkrais significa fazer pouco e percepcionar muito. 

Através de movimentos pequenos e que não exigem esforço estimulamos a capacidade de aprender e de expandir a nossa auto – imagem, desenvolvemos uma exploração que optimiza os movimentos a partir de ajustamentos mínimos. A aprendizagem em movimento é lúdica e prazerosa ao mesmo tempo que segue um fio condutor que garante precisão e eficiência. Sequências de movimento não habituais – que começam frequentemente deitados ou sentados – permitem ter novas visões dos nossos hábitos, abrindo por isso, alternativas. 

A nossa imagem corporal fica mais diferenciada, o que reforça a possibilidade do nosso esqueleto se transportar melhor e a musculatura torna-se livre de tensões desnecessárias. A exploração de movimento nestas sessões é desenhada para fomentar uma sensação de bem estar geral. Adicionalmente, podemos atingir um novo sentido de calma e vitalidade.

“O objectivo é um corpo que está organizado para se mover com o mínimo esforço e o máximo de eficiência, não através de força muscular mas através de uma maior consciência de como funciona.” (Moshe Feldenkrais)

O fundador do Método, Dr. Moshe Feldenkrais (1904-1984) foi um físico, engenheiro. O seu interesse nas artes marciais, assim como uma lesão pessoal no joelho, forneceram a base que o levaram, ao longo da sua vida, ao estudo em torno da estrutura e função da humanidade e a relação entre desenvolvimento humano, educação e movimento.

Feldenkrais é para toda a gente que está interessada em desenvolver as suas potencialidades, abrindo o seu leque de acção; que se preocupa com o seu bem estar e desenvolvimento pessoal. Praticar Feldenkrais significa sentir mais facilidade, mais leveza, mais estabilidade e ao mesmo tempo, mais mobilidade, mais clareza no cérebro e maior poder no corpo, sentir-se mais alegre e gracioso na sua interacção consigo próprio e com o mundo.

Os participantes no workshop podem ainda solicitar aulas individuais chamadas Integração Funcional.
A Integração Funcional é uma forma de comunicação cinestésica e táctil através do toque. Relaciona-se com um desejo, intenção ou necessidade do estudante. O professor de Feldenkrais explica ao estudante como é que pode organizar o seu corpo, através de toques e movimentos suaves, como se pode mover através de padrões motores mais expansivos e funcionais. O professor transmite a experiência de conforto, prazer e facilidade de movimento enquanto o estudante aprende como organizar o seu corpo e comportamento de forma nova e efectiva.
(Preço reduzido para os participantes no workshop de 35,00 Euros/sessão)

CLAUDIA MADER 

Nasceu em 1964 em Munique, Alemanha e actualmente desenvolve a sua actividade entre Viena e o Porto.
É Educadora Somática e Professora Certificada de Feldenkrais. Fez o curso de Feldenkrais em Colima, México, no departamento de Medicina e formou-se em Março de 2002. Desde 2000 tem vindo a leccionar em instituições de formação para actores, bem como em Taijiguan e Qigong, na Shambhala Society, em Viena e é desde 2002 formadora no ImPulsTanz.
Desenvolve também prática privada e trabalha com grupos de dança e teatro. Lecciona aulas individuais, enquanto praticante avançada, no International Feldenkrais Training Viena 5 e 6.
Enquanto actriz e performer, Claudia Mader trabalha desde 1985 na área do teatro e artes performativas. A sua actividade baseia-se no movimento e improvisação, tirando partido também da voz e linguagem. Pratica artes marciais e dança e desenvolve o seu próprio estilo de prática, improvisação e criação. Encontra-se a colaborar com várias companhias e directores artísticos na Áustria e no México, enquanto coacher de movimento e assistente artística, ao mesmo tempo que desenvolve as suas performances a solo. Orienta workshops sobre improvisação no processo de criação artística, integrando também a sua experiência com o Método Feldenkrais.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Food Matters (legendado)

"Se pensa que pode ir ao médico e tomar um comprimido para tudo, está profundamente errado."
"Há cada vez mais pessoas a recorrer a alternativas, porque o que se tem feito até agora não funciona."
"Descubra o que realmente funciona!"
"É uma opção. Você não tem de ficar doente."

Compulsão alimentar diz-lhe alguma coisa?

Se não está satisfeito com o seu Peso e/ou o seu Comportamento Alimentar, este artigo interessa-lhe!
Leia a minha reflexão sobre esta temática, que vai muito além do pecado capital da vida moderna - a Gula. Pode de facto ser uma problema com consequências muito negativas para a sua saúde.
Disponível já nas bancas na revista Saber Comer Com Saúde da ZEN energy!

A alma, o corpo e tu.

Quando tu consegues tomar consciência que tu não és tu - não a um nível intelectual - porque esse está muito acessível e só não o desenvolve quem não quer ou não se interessa... mas a um nível mais profundo... Tu deixas de querer ser tu, leia-se os outros: aqueles que têm o teu sangue, aqueles que te "educaram", aqueles que de uma forma ou de outra te marcaram e guiaram o teu caminho, as tuas escolhas, conscientes ou não, os teus hábitos, os teus vícios... e que te trouxeram ao que tu és agora.
De que vale a pena caminhares na rua com os sapatos mais lindos da loja, se te apertam o dedo mindinho ou se escorregas dentro deles, quando os paralelos da rua não são assim tão paralelos, têm altos e baixos, são irregulares e imprevisíveis. E tu, o teu corpo e a tua mente estão nesse jogo, no jogo do medo de não cair no buraco da estrada que te impede de desfrutar do caminho?
Os "sapatos" que tu calças permitem-te voar? São tão leves que a tua Alma pode calçar, sem sentir…