Avançar para o conteúdo principal

Os cálculos renais e a alimentação

Deixo-vos aqui parte do texto que escrevi para o projeto Pelo Rim, que apoia uma causa muito nobre: a Saúde do Rim. 
Vale a pena espreitar: www.pelorim.pt
Também está partilhado no site da TOTUSALUS (Associação de Apoio Terapêutico e Social), da qual sou colaboradora voluntária.


A litíase renal é o termo médico para um problema vulgarmente conhecido como pedras nos rins (ou cálculos renais). Os cálculos designam os cristais que se juntam, pouco a pouco e ao longo do tempo, para formar conglomerados de dimensões progressivamente maiores.
Podem formar-se não apenas no rim, mas também nos ureteres, na bexiga ou na uretra!

Nos dias de hoje é cada vez mais frequente o aparecimento de cálculos renais. Cerca de 10% da população apresenta cálculos ao longo da sua vida. Esta incidência tem aumentado paralelamente a outras doenças relacionadas com a dieta ocidental, como as doenças cardiovasculares, os cálculos biliares, a hipertensão e a diabetes. 

A incidência de cálculos renais varia consoante as diferentes zonas geográficas, o que reflete a influência dos fatores ambientais, a dieta e os componentes da água. Os homens são os mais afetados e a maior parte dos pacientes tem idade superior a 30 anos. A história familiar de litíase renal aumenta em cerca de duas vezes a probabilidade de um indivíduo apresentar a doença.

Estes cálculos provêm essencialmente de sais de cálcio (75%-85%), sob a forma de oxalatos ou fostatos, ou ainda de sais de ácido úrico. A medida mais importante para prevenir o aparecimento de cálculos renais é a diluição da urina que se obtém com a elevada ingestão de líquidos. Além desta medida, é importante conhecer o tipo de cálculo em questão com a finalidade de se instituir uma dieta em que se evite a ingestão da ou das substâncias que compõem o cálculo. Portanto, em primeiro lugar é necessário identificar o tipo de cálculo, pois as causas são diferentes e os cuidados alimentares são inevitavelmente distintos.

De forma muita genérica, o tratamento profilático da litíase renal consiste na ingestão de muita água (1,5 a 3L/dia), evitar a concentração de componentes específicos da dieta (consoante o tipo de cálculo) e praticar exercício físico regularmente!

Se tiver interesse neste tema, leia o restante texto na página www.pelorim.pt

Comentários

  1. Excelente! Texto de fácil entendimento, Lea! Conscientiza a todos sobre este importantíssimo órgão, o qual somente lembramos quando "grita" por socorro!
    Valiosa mensagem! Muito obrigado! Carinhoso abraço! Cezar Gomez

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cezar pelas tuas carinhosas palavras! Na verdade, quando prestamos mais atenção ao nosso corpo, tornamo-nos mais conscientes do que ele precisa e do que ele não rejeita, não precisando de gritar por socorro... Um grande abraço!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Food Matters (legendado)

"Se pensa que pode ir ao médico e tomar um comprimido para tudo, está profundamente errado."
"Há cada vez mais pessoas a recorrer a alternativas, porque o que se tem feito até agora não funciona."
"Descubra o que realmente funciona!"
"É uma opção. Você não tem de ficar doente."

A alma, o corpo e tu.

Quando tu consegues tomar consciência que tu não és tu - não a um nível intelectual - porque esse está muito acessível e só não o desenvolve quem não quer ou não se interessa... mas a um nível mais profundo... Tu deixas de querer ser tu, leia-se os outros: aqueles que têm o teu sangue, aqueles que te "educaram", aqueles que de uma forma ou de outra te marcaram e guiaram o teu caminho, as tuas escolhas, conscientes ou não, os teus hábitos, os teus vícios... e que te trouxeram ao que tu és agora.
De que vale a pena caminhares na rua com os sapatos mais lindos da loja, se te apertam o dedo mindinho ou se escorregas dentro deles, quando os paralelos da rua não são assim tão paralelos, têm altos e baixos, são irregulares e imprevisíveis. E tu, o teu corpo e a tua mente estão nesse jogo, no jogo do medo de não cair no buraco da estrada que te impede de desfrutar do caminho?
Os "sapatos" que tu calças permitem-te voar? São tão leves que a tua Alma pode calçar, sem sentir…

Compulsão alimentar diz-lhe alguma coisa?

Se não está satisfeito com o seu Peso e/ou o seu Comportamento Alimentar, este artigo interessa-lhe!
Leia a minha reflexão sobre esta temática, que vai muito além do pecado capital da vida moderna - a Gula. Pode de facto ser uma problema com consequências muito negativas para a sua saúde.
Disponível já nas bancas na revista Saber Comer Com Saúde da ZEN energy!