domingo, 5 de março de 2017

A loucura é vital!

Tróia, Fevereiro de 2017
A loucura faz parte da vida. A vida sem loucura não existe. Torna-se algo inanimado, uma coisa sem seres vivos.
Não tem cor, não tem cheiro, não tem paladar, não se sente no toque, não tem energia, não tem alma.
Lobo Antunes disse um dia que a loucura é "sair de uma determinada norma e que para isso muita coragem é necessária..." Sim, por vezes sim, por vezes não. Digo eu.

Todos os dias ela me vem... e me pede para viver.
Para fazer, para sentir, para curar, para transmutar, para libertar... para explodir...
whatever I want, whatever I need.

Ela é a força motriz, ela vem de dentro, do mais íntimo e profundo de nós, do âmago do Ser.
Ela é a chama que precisa ser mantida para dar vida e transmutar a matéria.

A loucura a que me refiro vem também do Fogo, que faz parte dos 5 elementos da natureza - o Fogo, a Terra, o Metal, a Água e a Madeira - cada um deles essenciais à vida, porque cada um deles é alimento de todo e cada órgão do nosso corpo. É  responsável também por todas as emoções que existem - sejam elas mais agradáveis ou menos agradáveis - consoante estejamos em harmonia ou desarmonia com o que nos conecta ao nosso Ser, aos outros e ao Universo.

Para não exceder muito este rascunho... pois a melhor parte é aquela que se lê depois de ler... a que se lê com o coração - o órgão que é nutrido pelo Fogo - vou terminar por aqui, perguntando-te, perguntando-me?

- quantas vezes por dia tu alimentas esse ser louco que existe dentro de ti?

- quantas vezes transbordas de loucura, sabendo que essa loucura cura? cura o outro e cura-te a ti?

- quantas vezes tu - agora para citar Pessoa - "pões quanto és no mínimo que fazes"?... porque "para ser grande, sê inteiro: nada Teu exagera ou exclui"

- quantas vezes preparas o melhor prato do mundo, quando estás sozinho(a):
Não para tirar uma foto para as redes sociais e dizerem-te o quão bom ou boa és a cozinhar e a fazeres pratos gourmet,
mas apenas porque tu és o ser mais importante do mundo, e por isso queres nutri-lo com tudo aquilo que a Vida te pode dar?
mesmo que não tenhas muito jeito para cozinhar, quantas vezes não páras tudo e dizes para ti próprio(a) que agora queres ser a loucura toda que existe dentro de ti e que o limite é o infinito?!

e que no final enquanto aprecias cada pedacinho do céu, não te contens de tanto prazer e de tanto amor, que em pouco tempo já perdeste a noção se estás a consumir um alimento ou a ter uma experiência extra-sensorial, que simplesmente extravasou a consciência do teu corpo e da tua mente?

O conselho que te dou enquanto ser humano que veio Cá para sentir o outro e curá-lo dentro dos conhecimentos que busco e das experiências vivo é:

Sê louco enquanto isso te nutre! Enquanto isso te dá vida!

Lea Caniço

Sem comentários:

Enviar um comentário