Avançar para o conteúdo principal

Energia Vital

Hannah Allen, no seu livro, The Principles of Digestive Physiology which Decree Correct Food Combining, afirma que "não é o que comemos, mas o que digerimos e assimilamos é que produz saúde e força".


De alguma forma, isto explica porque é que há pessoas que comem de modo tão semelhante e têm um peso corporal e estados de saúde tão distintas.

Segundo a medicina natural, a Energia Vital do nosso organismo, que é a capacidade que o corpo tem de se autocurar, integrada na capacidade de autorregulação que tem a Natureza da qual fazemos parte. A Energia Vital do organismo divide-se em 3 grandes sistemas que mantém a vida:

nutrição

relação

eliminação 

Do sistema de nutrição também faz parte o sistema de Respiração, através do qual nos "alimentamos" oxigénio e da energia do ar, assim como a Circulação sanguínea que transporta as substâncias nutritivas e o oxigénio necessário para as células. Não menos importante é o aporte nutritivo que recebemos do sol e do contacto com a natureza.

O sistema de relação é formado pelo conjunto de órgãos encarregados de nos colocar em contacto com o mundo exterior (o mundo físico e a natureza) e com os outros seres humanos. É dirigido em grande parte pela vontade consciente e pelo nosso inconsciente, a "sombra" como chamava Carl Jung, psicanalista e discípulo de Freud. Quando nos movemos, pensamos o mundo com os sentidos, vivemos os nossos sentimentos e emoções, comunicamos... o nosso organismo mobiliza grande parte da nossa energia para os ossos, músculos, cérebro, sistema nervoso, órgãos dos sentidos e da linguagem.

Finalmente o sistema da eliminação é constituído pelos rins, pulmões, aparelho digestivo, e pele. Igualmente importante é o tecido linfático que neutraliza e elimina muitas toxinas do nosso organismo. Paralelamente ao trabalho de eliminação, o corpo efectua um processo de regeneração da energia.

Quando estes 3 sistemas de energia funcionam em equilíbrio e harmonia falamos em saúde.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Food Matters (legendado)

"Se pensa que pode ir ao médico e tomar um comprimido para tudo, está profundamente errado."
"Há cada vez mais pessoas a recorrer a alternativas, porque o que se tem feito até agora não funciona."
"Descubra o que realmente funciona!"
"É uma opção. Você não tem de ficar doente."

o corpo, a autoestima e a ferida invisível

o corpo é muitas vezes um senhor ceguinho, não vê as formas, não vê as cores, não vê as ruas... mas precisa de obedecer às indicações dos senhores que têm olhos que as vêem, para poder seguir caminhando. mas o corpo é sábio, o corpo é verdadeiro, o corpo sente, o corpo fala baixinho, o corpo chora às escondidas.

o corpo fala baixinho! tão baixinho que não lhe prestamos atenção. ele é uma marioneta da nossa mente, das nossas emoções, da nossa consciência. uma marioneta viva, com um coração de carne, o que muda tudo. faz-me lembrar aquela afirmação de Saramago: "se tens um coração de ferro bom proveito. O meu fizeram-no de carne, e sangra todo o dia".

acho que o corpo sofre demasiadas vezes com a falta de estima por parte de quem o habita. o corpo anda apertado, o corpo anda carregado, o corpo anda desnutrido, o corpo anda intoxicado... o corpo anda cansado!

o corpo tem feridas que se autocuram, ele tem esse poder, mas o corpo também tem feridas invisíveis - das que já vieram…

Os 4 acordos Toltecas

A sabedoria dos nossos antepassados ensina-nos tanto...

Os ancestrais ensinamentos dos Toltecas ou “o povo da sabedoria” – os cientistas, artistas e xamãs nativos do México, que há dez mil anos procuraram a liberdade pessoal e espiritual.